Muitos sonham em ter o próprio negócio, mas, na grande maioria das vezes, não possuem o capital necessário para dar o primeiro passo e seguir adiante. Para essas pessoas que não têm dinheiro para investir logo no início, fazer economia é algo que parece bem distante. No entanto, se pequenas mudanças forem aplicadas no dia a dia, isso passa a ser possível. Elas perceberão que fazer economia não é nenhum bicho de sete cabeças. Com algumas atitudes, qualquer um é capaz de começar a economizar para realizar seus projetos. Para quem deseja ser empreendedor e não sabe como se preparar financeiramente, no post de hoje daremos 11 dicas para juntar dinheiro e investir em um novo negócio. Selecionamos algumas medidas simples, mas eficientes, que podem ajudar a economizar uma boa quantia e dar início ao tão sonhado empreendimento. Confira!

O segredo é saber economizar

Muitas pessoas que planejam começar um novo negócio ou qualquer outro projeto pessoal, passam pela mesma dificuldade: a falta de controle financeiro. Elas não conseguem economizar, o que dificulta o investimento em projetos pessoais, como abrir um empreendimento. É preciso ter uma estratégia financeira muito bem estruturada, que avalie os possíveis custos e as previsões para investimentos.

Mais importante do que ter consciência de quanto irá gastar, é saber como poupar esse montante. Lembre-se de que é fator determinante saber investir em um novo negócio de forma responsável. Ainda mais sendo o empreendimento dos seus sonhos.

Portanto, para quem deseja crescer, seja na vida pessoal ou profissional, saber como economizar dinheiro é fundamental.

11 dicas para juntar dinheiro e investir em um novo negócio

Essas dicas que separamos irão te ajudar a juntar dinheiro e dar o empurrãozinho que faltava para você investir em um novo negócio. Confira:

1) Organização financeira

Primeiramente, é necessário que você se organize financeiramente. Coloque no papel – ou em uma planilha -, todas as suas receitas e dívidas que possui, e estabeleça uma estratégia bem objetiva, para quitar estes débitos. Tente ser o mais breve possível.

O ideal é que você comece a poupar mais do que gasta o quanto antes. Assim, você atingirá sua meta antes do previsto.

2) Aplicativos  

Você pode usar a tecnologia a seu favor para te ajudar a investir em um novo negócio. Há uma infinidade de aplicativos para smartphones e computador que podem te auxiliar na organização da sua vida financeira. Eles categorizam seus gastos, suas receitas e as previsões de economia mensal.

3) Montante necessário

Depois de organizar sua vida financeira, escolha  a área em que você pretende atuar, analise o mercado e defina o montante necessário para que você possa investir em um novo negócio. Calcule o valor de que você precisará para que a abertura do empreendimento seja possível. Leve em consideração qualquer tipo de despesa a curto, médio e longo prazo. É aqui que muitos cometem seu maior erro, pois fazem uma previsão errada dos gastos. Os detalhes do negócio que você pretende abrir devem ser esmiuçados, para não ter surpresas futuras desagradáveis.

4) Conta de investimentos

Quando se fala em investimento, muitos procuram de imediato pela poupança. Mas há outras opções no mercado, em que você pode investir o seu dinheiro com um retorno muito maior do que o oferecido pela poupança tradicional. Obtenha informações com o gerente do seu banco ou, se preferir, contate um especialista em investimentos.

Procure pelas opções que melhor se adequem aos seus planos e que tenha um rendimento superior à inflação.

5) Foco

Tendo uma conta de investimentos, é necessário que você mantenha a frequência de depósitos mensais. Dessa forma você garantirá que os juros trabalhem  cada vez mais a seu favor. Quanto maior for a quantidade poupada, mais rápido você será capaz de investir em um novo negócio.

Independente da maneira que encontrar para juntar dinheiro, você precisa manter o foco, com seus objetivos em mente, criando formas de aumentar sua renda e reduzir suas despesas. Procure diminuir gastos supérfluos, poupe o máximo que puder!

6) Linhas de crédito

Mesmo sabendo que os bancos nem sempre oferecem as melhores soluções financeiras, vale a pena tentar uma linha de crédito. Para quem está começando do zero, pode ter uma certa dificuldade no acesso a essas linhas. Por isso é importante consultar o gerente bancário e procurar por soluções específicas para o seu tipo de negócio. Quem está pensando em abrir uma franquia, por exemplo, pode optar por um empréstimo bancário, já que os bancos oferecem linhas de crédito vantajosas para a abertura de franquias e unidades.

7) Economizar sempre

Muitos empreendedores acabam deixando de lado a economia de dinheiro depois de abrirem o seu negócio. Você deve ter em mente que o hábito de economizar é importante para manter uma evolução contínua do seu empreendimento. Além do capital de giro, você deve estar preparado para momentos de crise, ou mesmo para a realização de investimentos necessários para o crescimento do seu negócio, como a ampliação do espaço físico e até a abertura de filiais ou novas unidades.

8) Compras por impulso

Dados apontam que a compra por impulso é uma grande vilã da economia. Sair para fazer compras com fome faz com que as pessoas comprem mais, e sem necessidade, principalmente em supermercados. O consumo desenfreado, seja de bens de consumo, como alimentos, ou de bens duráveis, como veículos, roupas e acessórios, pode pesar no bolso. Muitos compram demais e acabam não conseguindo quitar seus débitos, por isso, pense duas vezes antes de sair comprando.

Para que você consiga juntar dinheiro e investir em um novo negócio, compre aquilo que for essencial para o momento, nada além disso.

9) Cartão de crédito

Se seu objetivo é economizar dinheiro e investir em um novo negócio, saiba que o cartão de crédito é o primeiro passo para o endividamento gastos desnecessários. Ele passa a falsa ilusão de que há dinheiro sobrando, e você acaba contraindo dívidas que não deveria.

Tente manter apenas um cartão de crédito ativo, se ele for realmente necessário. Procure usá-lo somente em casos de muita necessidade. Se possível, opte pelo de débito.

10) Pagamento total do cartão de crédito

Não é segredo para ninguém que os juros rotativos de cartões de crédito são altíssimos, e que deixar de pagar uma fatura ou pagar parcelado é uma péssima ideia. O prejuízo no bolso será grande e se arrastará por longos meses até a quitação total da dívida.

Pague sempre o valor total da fatura.

11) Corte de despesas desnecessárias

Uma outra forma de juntar dinheiro e investir em um novo negócio é cortando as despesas desnecessárias. Você pode, por exemplo, em vez de almoçar na rua, levar o almoço de casa. No final do mês, você erá que terá feito uma boa economia. Outro exemplo é que você pode ir trabalhar de ônibus, em vez de usar o carro. Deixe o automóvel para usar nos fins de semana ou para alguma emergência. Isso ajudará a economizar nos gastos com combustível.

Veja quais são as suas despesas do dia a dia, coloque-as em uma balança e veja o que pode ser cortado.

Conclusão

Deu para você perceber que pequenas mudanças de hábito podem gerar grandes resultados quando o assunto é economizar. Espero que essas 11 dicas para juntar dinheiro e investir em um novo negócio possam te levar a alcançar o sucesso em sua jornada. Lembre-se de que é preciso começar a poupar desde já, mesmo que seja aos poucos. Visualize em que lugar você quer chegar, quais são seus ideais e mantenha-se focado nisso. Através dessas atitudes você vai conseguir guardar dinheiro e alcançar suas metas, afinal, é com coisas simples que se consegue alcançar objetivos maiores.

Portanto, comece agora mesmo a investir em seu sucesso!

banner-site_blog_-_2_artes