Aprender inglês é um requisito essencial para quem deseja crescer profissionalmente ou mesmo conhecer outros países sem passar por dificuldades na comunicação. Afinal, essa é uma das línguas mais faladas no mundo.

Entretanto, apenas se matricular em um cursinho de idiomas não basta para saber se comunicar bem. É preciso também investir em um bom professor de inglês, que entenda seus objetivos e o auxilie nessa etapa tão importante.

Pensando nisso, separamos uma lista com 5 pontos essenciais que você deve analisar ao escolher um professor. Confira!

1. Indicações de outros alunos

O primeiro passo para a escolha de um bom professor é buscar indicações e referências sobre ele por meio de amigos, em uma escola de inglês e também na internet. Dessa forma, você poderá saber a opinião dos alunos que tiveram contato com aquele profissional.

Contudo, vale ressaltar que nem todas as pessoas aprendem da mesma maneira. Por isso, muitas vezes, determinado professor será avaliado de forma positiva por alguns alunos e por outros, não. Sendo assim, é necessário analisar mais de uma referência antes de chegar a uma conclusão.

2. Qualificações do professor

Atualmente, devido ao grande número de brasileiros fazendo intercâmbios no exterior, é comum se deparar com algumas pessoas que oferecem aulas de inglês por terem fluência no idioma. No entanto, muitas apresentam pouca ou nenhuma capacitação para exercer a profissão.

Portanto, é essencial analisar o currículo do professor a fim de conhecer suas habilidades. Afinal, mais do que saber falar a língua inglesa, é indispensável saber ensinar e ter planejamento. Desse modo, dê preferência para profissionais formados em letras, por exemplo, ou para aqueles que têm experiência na área e certificações que comprovem o nível de conhecimento.  

3. Método de ensino utilizado 

Além de se informar sobre a capacitação do professor de inglês, você deve conhecer a metodologia de ensino utilizada nas aulas. Procure, então, conhecer os materiais usados, os formatos da aula (vídeos, slides, aulas expositivas), se ele incentiva a conversação o máximo possível e qual será a forma de avaliação do aluno.

Questione também sobre sua capacidade de adaptação ao nível de conhecimento que o estudante apresenta.  Além disso, busque por profissionais que sejam didáticos e descontraídos, o que pode tornar as aulas mais leves, auxiliando no processo de aprendizado.

4. Disponibilidade do professor 

Aprender um novo idioma exige muita dedicação do aluno e, para isso, é necessária total concentração e frequência nas aulas.   

Portanto, verifique se o professor tem disponibilidade de trabalhar em horários e dias compatíveis com sua rotina. Sendo assim, será possível ter foco nas aulas e realizar com excelência as atividades, sem se preocupar com a falta de tempo para realizar outras tarefas.

5. Preço das aulas 

Por fim, faça uma pesquisa de mercado e compare os preços cobrados pelos professores, a fim de saber se o valor estabelecido é justo.

Porém, leve sempre em consideração as outras dicas citadas, pois, além de compensar financeiramente, é preciso ter um retorno de qualidade no aprendizado.

Além disso, lembre-se que entender bem o idioma e perder o medo de falar depende não só de um bom professor, mas também do quanto você se dedica e utiliza de técnicas que podem ajudá-lo no domínio da língua.

Gostou dessas dicas? Está à procura de um professor de inglês de qualidade? Então entre em contato conosco!