Entre as perguntas de quem procura um curso de inglês, as mais frequentes são se o curso realmente é bom, se vale o investimento e se, com ele, é possível ter bons resultados, principalmente na hora de se comunicar no idioma estrangeiro. 

É sempre importante considerar que o aprendizado de uma língua estrangeira requer muita dedicação da parte do aluno, como o ato de estudar individualmente e/ou em grupo. Aprender um idioma não acontece de um dia para o outro e não depende apenas de fazer as aulas. O professor vai auxiliá-lo, resolver dúvidas, explicar conceitos, mas não tem milagre. É preciso se dedicar diariamente a esse aprendizado.

Um bom curso de inglês é aquele que atende de forma apropriada às suas necessidades e ao seu modo de aprender. Por exemplo, algumas pessoas preferem aulas em grupo, enquanto outras são mais adeptas às aulas individuais. Nesses casos, vale a pena, sim, procurar saber como são os cursos que as escolas oferecem.

E como saber se o curso atende às suas necessidades? A seguir, a gente dá algumas dicas que ajudarão você a procurar o curso de inglês que melhor se adapta ao que você está precisando aprender. Veja só!

Procure conhecer a metodologia

Não existe metodologia boa ou ruim. Existe metodologia com a qual o aluno se identifica mais e que atende às suas demandas. O que se percebe, na atualidade, é que um modelo de ensino tradicional, baseado no ensino de gramática, pode fazer com que você demore mais tempo para se expressar na língua estrangeira.

Então, se você está pretendendo fazer uma viagem internacional e precisa se comunicar oralmente em inglês, o melhor é escolher um curso que priorize a conversação, ou seja, que tenha uma metodologia focada em fazer com que o aluno consiga falar inglês mais rapidamente.

Por outro lado, se é preciso ler artigos e materiais em inglês, você pode optar por um ensino instrumental da língua, isto é, mais focado em leitura e escrita.

Verifique o tamanho das turmas

É um fato que as turmas menores costumam ter melhores resultados, já que o professor consegue dar mais atenção a cada aluno. Se você prefere fazer aulas em grupo, mas tem receio de não conseguir ter as suas dificuldades sanadas, pode optar por se matricular em turmas com número limitado a poucos alunos.

Uma das vantagens das aulas em grupo é que você vai ter várias pessoas com quem treinar o idioma, já que elas vão estar em um nível parecido com o seu e com o mesmo interesse.

Porém, é interessante considerar também a possibilidade de fazer aulas individuais, sobretudo se sua rotina se modifica constantemente. Desse modo, o professor se organiza em relação ao seu horário e não o contrário.

Faça pesquisa com outros alunos

Conhece alguém que faz curso de inglês ou estuda algum idioma em uma escola de seu interesse? Converse com ele sobre as aulas, sobre a metodologia e sobre como ele se sente estudando lá.

Um dos melhores diagnósticos sobre a qualidade do curso vem dos próprios alunos. Entretanto, procure conversar com mais de um estudante, para ter opiniões diversas e não ficar apenas com a visão de uma só pessoa a respeito daquela escola.

Visite as instalações e observe a estrutura da escola

Por mais que aparência não seja tudo, uma boa estrutura pode fazer com que você aprenda ainda mais. Não só porque você vai se sentir bem no ambiente, mas porque ele vai ter recursos que estimulem sua aprendizagem de formas diferentes.

Ter aparelhagem multimídia, com a qual você pode ver vídeos, ouvir áudios, fazer pesquisas e ver imagens são essenciais para complementar as aulas. Ter um espaço para confraternizar com seus colegas de classe, professores e demais colaboradores da escola também é essencial para que vocês estabeleçam relacionamento e tenham a possibilidade de praticar a conversation.

Procure saber quanto tempo dura o curso de inglês

Principalmente para quem precisa aprender inglês para viajar, é importante saber direitinho o tempo de curso. Se você precisa praticar a conversação para viajar daqui 6 meses, não faz sentido se matricular em um curso de 1 ano.

Veja, também, se o tempo das aulas é adaptável à sua rotina. Se as aulas são em vários dias da semana ou se estão concentradas em apenas um dia. Reforçamos que não há um esquema de aulas que seja melhor do que os outros, mas sim, o que é melhor para o que você precisa no momento.

Veja se pode fazer uma aula demonstrativa

Quer ter uma noção real de como serão as suas aulas, caso venha a se matricular? Quer ter certeza de que escolheu a escola e o método certo para que você consiga aprender inglês?

Se já conversou com alunos, já viu a estrutura da escola, já sabe quanto tempo duram os cursos, ainda há um último tópico: pergunte se há possibilidade de você fazer aulas experimentais, isto é, participar realmente de uma aula e ter a real dimensão de como elas serão, caso decida mesmo se matricular.

Na aula demonstração, veja como o professor se comporta com os alunos e o que ele mais explora em suas aulas. Veja como ele utiliza os recursos que tem em sala de aula e se o faz de forma efetiva. É uma forma de identificar se o método que a escola utiliza é o que vai realmente fazer diferença para você.

Como você pode perceber, para saber se o curso de inglês é bom, é preciso que você vá até ele e que esteja disposto a conhecer a metodologia, a estrutura e a saber a opinião de quem já conhece a escola. É importante lembrar também que, antes de sair procurando um curso, você precisa entender muito bem a sua necessidade e o que mais precisaria aprender no curso de idioma estrangeiro.

A Top English está há mais de 20 anos no mercado, oferecendo curso de inglês e de outros idiomas com metodologia focada em conversação e o aluno ainda pode escolher o horário e o dia da aula. Ficou interessado? Entre em contato com a gente e faça uma aula de demonstração!