Existe uma famosa frase que diz que um professor sempre afetará a eternidade, pois ele nunca saberá quando nem onde sua influência termina. A frase, de fato, não poderia estar mais correta, principalmente quando se trata de um professor particular de inglês, uma vez que seus ensinamentos se tornam muito mais centralizados e impactam diretamente diversos aspectos da vida do aluno.

É realmente uma profissão que acarreta grandes responsabilidades, mas que também traz importantes e significativos retornos. A despeito do que muita gente pensa, um desses retornos pode também ser financeiro, especialmente se o ensino for de idiomas, como a língua inglesa.

Confira, neste artigo, todos os benefícios de se tornar um professor particular de inglês e veja ainda dicas de como aumentar o seu campo de atuação e clientela. Ficou curioso? Então, continue a leitura!

Por que a língua inglesa?

De acordo com o site de estatística Ethnologue Languages of the World, o inglês é o terceiro idioma mais falado no mundo. Não é para menos que ele é considerado língua universal, não é mesmo? 

A economia globalizada é a grande responsável pela universalidade desse idioma, que, desde a década de 90, vem sendo liderada pelos Estados Unidos. Como grande parte das empresas multinacionais tem relações comerciais com essa nação, é fundamental que as companhias alocadas em outros países disponham de funcionários que compreendam e falem o idioma. 

Mas não para por aí. Tudo o que rege e faz parte da nossa sociedade e cultura atuais está ligado à língua inglesa, como a indústria do cinema, música, turismo, jogos etc. É por isso que o aprendizado desse idioma vem sendo cada vez mais requisitado e se tornado até mesmo obrigatório em algumas profissões.

É nesse contexto que entra o professor particular, que suprirá essa necessidade ensinando de maneira personalizada e mais eficiente.

Dá para viver confortavelmente só com o salário de professor?

A resposta é sim, é perfeitamente possível ter um bom retorno financeiro vivendo somente das aulas particulares de inglês. No entanto, alguns fatores são determinantes para isso, como o empenho em conquistar novos alunos, um bom marketing pessoal e o direcionamento correto para os nichos mais rentáveis.

O inglês técnico, por exemplo, é um dos campos mais dão retorno, uma vez que, como falado acima, algumas profissões exigem o domínio da língua inglesa para o dia a dia do ofício, como é o caso de médicos, engenheiros, profissionais da tecnologia etc. Basta se especializar em algumas dessas áreas que, certamente, clientes não vão faltar.

Um outro setor que vem tendo bastante ascensão é o de inglês para o ensino médio ou, melhor dizendo, para o vestibular. A grande maioria das provas de admissão para universidades, principalmente as públicas, assim como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cobram o domínio da língua, umas em um nível básico, outras em mais avançados.

É por isso que muitos estudantes vêm recorrendo a um instrutor de inglês particular para ampliar o conhecimento que adquirem na educação básica.

Como divulgar o serviço?

As instituições de ensino, como escolas, universidades e cursos, são ótimas opções para divulgar o seu trabalho, seja por meio de panfletos entregue em mãos, seja por meio de propagandas afixadas nos quadros de avisos.

Não se pode esquecer também das redes sociais, que, hoje em dia, se tornaram um dos mais importantes e eficazes canais de divulgação de serviços e produtos.

Como visto, existem diversos motivos para se tornar um professor particular de inglês, pois, além de ser uma profissão enobrecedora, também pode garantir rendimentos bastante razoáveis.

Gostou do artigo? Então, aproveite a visita e confira dicas de como administrar seu tempo sendo um professor particular!