Investir em uma franquia é uma das melhores maneiras para começar a empreender. Afinal, o mercado de franchise está cada dia mais estável no Brasil e seus retornos vêm se mostrando cada vez mais interessantes.

No entanto, entre as dúvidas de quem está começando a entrar nesse sistema, uma das mais recorrentes é: quando vou ter o retorno do investimento?

Sim, porque investir em uma franquia exige a aplicação de um capital e queremos saber quando e como veremos esse dinheiro de volta no nosso bolso. Por isso, nesse post te mostraremos como calcular o prazo de retorno do investimento em franquia. Confira!

Por que calcular o prazo de retorno do investimento

Você sabe por que é tão importante conhecer o payback, prazo para recuperar o valor investido inicialmente na franquia, antes de optar pela adesão? O motivo mais objetivo é que, se ele for muito longo, o negócio perde a sua viabilidade.

Por isso, é importante ter em mente que em alguns empreendimentos, o payback é maior do que a vida útil do negócio, o que significa que ele acabará antes de você conseguir obter de volta o valor investido. Isso ocorre muito com empresas de tecnologia, em que um novo produto ou serviço é logo superado por algo mais inovador.

No caso de negócios com vida útil mais longa — como é o caso de uma franquia de serviços, como escolas de idiomas ou estabelecimentos de alimentação, por exemplo — o problema é outro. Se o payback for muito longo, isso significa que demorará mais tempo para que o lucro do negócio seja livre.

Digamos que o prazo de retorno do investimento de uma franquia seja de 60 meses (cinco anos). Durante esse período, o lucro obtido será direcionado ao pagamento de empréstimos ou reposição das economias que você usou para abrir o negócio. Somente depois de decorrido esse tempo é que o lucro poderá ser usado livremente para outras finalidades, como investir e ampliar o seu negócio.

Por outro lado, quando o payback é curto, rapidamente o lucro poderá ser revertido em novos investimentos. Assim, resumindo, quanto menor for o prazo de retorno do investimento, mais atraente o negócio se torna.

Como calcular o prazo de retorno do investimento

Para descobrir o prazo de retorno do investimento de uma franquia, são necessários três passos simples. Veja:

Calcule o investimento inicial

O primeiro passo para realizar esse cálculo é descobrir qual é o valor do investimento necessário para abrir a franquia. Esse valor é composto da soma de uma série de itens que podem fazer toda a diferença. Alguns desses custos são:

  • Taxa de franquia;
  • Capital de giro
  • Estoque inicial (para o caso de uma franquia do varejo);
  • Reforma do ponto comercial com instalação, mobiliário, etc;
  • Aquisição de equipamentos;
  • Custos com os trâmites para legalizar a empresa;
  • Viagens de treinamento.

Muitas redes franqueadoras disponibilizam o valor do investimento inicial — ou, pelo menos, uma estimativa — antes da assinatura do contrato.

No entanto, é importante saber que muitas das redes franqueadoras não consideram a compra do ponto comercial como parte do investimento inicial, mas sim um desembolso. Caso você decida optar pelo aluguel do imóvel, portanto, esse custo também não deve fazer parte do investimento inicial, mas sim dos custos que o negócio engloba.

Calcule o seu lucro

Para calcular o seu lucro é preciso primeiramente fazer uma estimativa de como será o seu fluxo de caixa. Nesse cálculo, você deve considerar a receita estimada e subtrair os custos e as despesas do negócio.

A receita é basicamente tudo o que entra no caixa, composta pelo faturamento do negócio por meio das vendas. Já os custos e despesas são parte das saídas do caixa, como:

  • pagamento de aluguel;
  • salários de funcionários;
  • suprimentos e materiais necessários para o trabalho;
  • encargos e impostos;
  • gastos com manutenção e limpeza;
  • investimento em marketing e contas como luz, água, telefone e internet.

No caso do seu negócio ser uma franquia, você também não pode se esquecer do pagamento dos royalties. Aliado a esse cuidado, um fator ao qual é fundamental estar sempre atento é a realidade do local onde pretende instalar o empreendimento, uma vez que aluguéis e salários podem variar muito em cada região do país.

Assim, por mais que a franqueadora tenha dados reais e comprovados, é indispensável que você faça uma simulação dos custos e despesas onde pretende abrir sua unidade. Um aluguel do ponto mais caro, por exemplo, pode diminuir seu lucro e, consequentemente, estender a estimativa de retorno do investimento.

Por fim, depois de somar todo o faturamento e os custos e despesas do negócio, faça uma conta básica: subtraia da receita os custos e despesas. O valor restante é o seu lucro. E lembre-se: esse cálculo deve ser feito em uma base mensal e o resultado será apenas uma aproximação.

Calcule o prazo de retorno

Agora, conhecendo o valor do investimento inicial e qual será, aproximadamente, o seu lucro mensal, basta descobrir quanto tempo levará para que ele cubra o investimento inicial. Essa conta é bem simples: 

Vamos supor que o seu investimento inicial para abrir a franquia seja de R$ 150 mil reais e que o seu lucro médio seja de R$ 8 mil reais por mês. Dessa forma:

Retorno: 150.000/ 8.000 = 18,75 meses

Do ponto de vista administrativo, o tempo estimado nesse caso é apropriado, já que um bom payback, tem, em média, um prazo de 24 a 36 meses. Mas o franqueado também precisa levar em consideração suas próprias circunstâncias e expectativas na hora de analisar se o payback é bom ou não.

Por exemplo, vamos supor agora que você fez um empréstimo bancário para obter o capital necessário para o investimento inicial. Nesse caso, o seu payback não deve ser mais longo do que o prazo disponível para pagar esse empréstimo. Ou seja, você tem 24 meses para pagar o empréstimo bancário, portanto, seu payback não deverá ultrapassar esse prazo.

Invista em microfranquias para um retorno mais ágil

Vale lembrar ainda que existe uma ótima alternativa para empreendedores que não podem fazer um grande investimento inicial, mas desejam um retorno mais ágil: estamos falando das microfranquias. O grande diferencial desses empreendimentos é que eles não demandam o aluguel de pontos e grandes investimentos em estruturas e reformas.

Top English, por exemplo, é uma rede surgida em 2012 cujo modelo de negócios é o home based: a franquia montada dentro da própria casa do franqueado. Ou seja, não há custos com compra ou aluguéis de pontos comerciais. O que, por si só, já diminui o custo de implantação e de manutenção, além do prazo de retorno do investimento!

Pensando em investir em uma franquia? Então assine a nossa newsletter e confira muitas outras dicas e informações que lhe ajudarão nesse processo!

 

 

 

Gostou do nosso post? Conheça nosso modelo de franquia no site www.topenglish.com.br/franquias/ 

Acesse um dos materiais abaixo e conheça mais sobre franquias

images 

Entenda os caminhos para adquirir uma franquiaConheça a franquia de sucesso, tenha seu próprio negócio!