Você quer empreender e não sabe exatamente por onde começar? Uma das alternativas que vem se mostrando muito satisfatória no Brasil, mesmo em tempos de crise, é o sistema de franquias. Nesse modelo, franqueador e franqueado firmam um contrato de direitos e deveres. Entre os direitos, estão o uso da marca, do know-how de produção e mesmo de um sistema de gestão de negócios. Entre os deveres, estão a necessidade do pagamento de uma taxa de inscrição e de royalties mensais.

Em geral, o sistema de franquias no Brasil é muito benéfico para o franqueado, que pode contar com uma marca forte e aprender com quem tem muita experiência no mercado para tocar seu próprio negócio. Para que você entenda exatamente como funciona o sistema de franquias no Brasil, preparamos este guia. Confira!

Existe uma lei que regulamenta o sistema de franquias

Desde 1994, a lei federal, conhecida como Lei das Franquias, estabelece direitos e deveres do franqueado. Graças a essa lei, o sistema vem sendo exitoso nos últimos anos. Uma das principais ferramentas criadas pela legislação é a Circular de Ofertas de Franquias (COF).

É por meio desse documento que o interessado em se tornar um franqueado conhece cada detalhe da rede na qual ele deseja ingressar, desde o nome social completo, passando por um breve histórico, situação financeira e jurídica, até a visão geral do negócio e a relação de todos os franqueados da rede.

O COF é, em suma, uma bíblia sobre a rede franqueada, e o interessado tem o direito de ter acesso a ela por pelo menos 10 dias antes de fechar o negócio.

É necessário pagar uma taxa para a abertura de franquia

Ao abrir uma franquia, o franqueado deverá pagar uma taxa à rede franqueadora, como um sócio que compra a cota de um clube. Essa taxa varia de rede para rede, e leva em conta fatores como a expectativa de retorno e custos de capacitação dos novos franqueados.

Para não ficar perdido nesse momento, convém o desenho de um plano de negócios e fazer uma simulação dos cenários financeiros que seu negócio encontrará. Vale lembrar que é essa taxa inicial não é um simples “pedágio”. Com ela, o franqueado poderá ter acesso a todo know-how da rede de franquias, além de receber orientações técnicas e gerenciais sobre o mercado em que atuará.

É preciso pagar royalties e taxas de publicidade

O pagamento de royalties é uma mensalidade e seu valor costuma ser dado com uma porcentagem da receita bruta ou líquida do seu ponto, mas essa taxa também pode ter um valor fixo. Já a taxa de publicidade é esporádica e só é utilizada quando a rede franqueada deseja promover um novo produto, serviço ou mesmo uma promoção através de serviços de marketing e propaganda.

O sistema de franquias no Brasil é extremamente seguro e pode ser bastante lucrativo. Para isso, basta que o franqueador e franqueado estejam em constante sintonia e que as exigências impostas pela rede sejam menos onerosas que a expectativa de lucro.

Para saber se vale a pena contar com uma grande marca — como a Top English —, basta fazer uma boa pesquisa de mercado e encontrar aquela franquia que atende os seus desejos e necessidades. Ficou interessado? Então entre em contato com a gente e saiba como ser um franqueado Top English!

Está pensando em participar de sistema de franquias no Brasil mas ainda tem alguma dúvida? Compartilhe sua questão conosco! Deixe um comentário.

 

Gostou do nosso post? Conheça nosso modelo de franquia no site www.topenglish.com.br/franquias/ 

Acesse um dos materiais abaixo e conheça mais sobre franquias

images 

Entenda os caminhos para adquirir uma franquiaConheça a franquia de sucesso, tenha seu próprio negócio!