Você sabe da importância de se comunicar bem em inglês para o seu crescimento profissional e para realizar aquele sonho de dar uma volta ao mundo. Contudo, vive dizendo que tem dificuldades em entender, falar e escrever no idioma. Por causa dos anglicismos, porém, o inglês está mais dentro do seu vocabulário do que possa imaginar. Sabe do que estamos falando?

Neste post, nós explicamos o que é o anglicismo e listamos vários exemplos desse recurso para que você perceba o que já fala, escreve e lê nessa língua, além do quanto é capaz de estudar e aprender com facilidade o inglês. Aproveite e faça uma boa leitura.

Conheça o significado da palavra anglicismo

Anglicismo é uma das formas de estrangeirismo na língua portuguesa. Por estrangeirismo, entende-se a introdução de palavras e expressões estrangeiras no nosso vocabulário.

O termo anglicismo é usado para classificar aquelas palavras do inglês que utilizamos em nosso idioma. É uma maneira de dar nomes às coisas e aos acontecimentos que não são denominados em português.

Além da falta de um nome em português, muitas vezes o uso dessas palavras se deve ao desconhecimento da língua pátria, às consequências do processo de aculturação ou, também, à mera vaidade de quem fala. Para completar: se usarmos palavras do idioma francês, chamamos essa prática de galicismo.

Aprenda alguns exemplos mais comuns de anglicismo

Acredite: somos anglicistas de carteirinha. Fazemos uso de anglicismos no nosso dia a dia, como se as palavras fossem do português. Inclusive, muitas delas estão aportuguesadas, ou seja, mais semelhantes à sonoridade da nossa língua.

Outras, que são mantidas na forma original, estão tão presentes nas nossas falas e escritas que as tornamos legítimas no vocabulário cotidiano.

Conheça exemplos de anglicismos e confirme se você os usa ou não diariamente:

  • bazuca: do inglês bazooka;
  • browser;
  • clipe: aportuguesamento da palavra clip;
  • delete;
  • dia D: de D-day;
  • futebol: do original football;
  • happy hour;
  • hardware;
  • home theater;
  • hora H: de H-hour;
  • link;
  • motel;
  • motoboy;
  • mouse;
  • outdoor;
  • pause;
  • performance;
  • piquenique: do original picnic;
  • play;
  • playground;
  • pôquer: de poker;
  • pub;
  • ranking;
  • site;
  • shampoo;
  • smoking;
  • software;
  • shopping center;
  • stop;
  • teen;
  • upgrade;
  • V.I.P (pessoa muito importante);
  • W.C;
  • web;
  • yuppie;
  • zoom, entre outros.

Dê adeus ao medo de aprender inglês

Percebeu como existem muitas palavras em inglês às quais você recorre durante suas conversações orais e escritas? Então não se deixe intimidar pela ideia de que não sabe inglês e que por isso não consegue compreender os filmes e as séries, não pode ler livros, artigos e posts (olha um anglicismo), de que não conseguirá viajar, se comunicar corretamente e crescer na carreira. Chegou a hora de rever seus conceitos.

Procure um método de ensino personalizado, conforme suas necessidades, em que os professores possam ir até o local de sua preferência; um método que ofereça flexibilidade de ensino, com dias e horários a sua escolha; busque um que tenha foco na qualidade e no uso prático do inglês, inclusive aproveitando o seu anglicismo.

Gostou do assunto desse post? Quer seguir em frente e aprender inglês? Então, siga a gente no Facebook para saber mais sobre as nossas atividades.