Ter uma ótima formação, experiências relevantes e falar outros idiomas são excelentes diferenciais, mas, nos dias atuais, isso não basta para garantir o sucesso profissional. Para um empreendimento ser bem sucedido, o empreendedor precisa combinar habilidades e conhecimentos, estar disposto a trabalhar muito e ter muito foco. E um dos pontos principais é ter uma rede de relacionamentos sempre ativa. Ter uma boa conexão hoje é essencial para qualquer empreendedor. Apesar de ser geralmente associado apenas a eventos que são pesadelos para os mais tímidos, o Networking pode se tornar uma prática recorrente dentro das empresas para ampliar ao máximo as oportunidades de negócio. No post de hoje vamos falar sobre a importância de criar essas conexões e dar dicas de como você pode melhorar a sua rede de relacionamentos. Confira!

Você sabe o que é Networking?

Network é um termo que vem do inglês (net – rede e work – trabalho), que significa rede de relacionamentos ou rede de contatos. O networking nomeia a atividade de cultivar essa rede. Podemos dizer, então, que networking trata-se de uma rede de pessoas que trocam informações e conhecimentos entre si. 

Muita gente acha que fazer networking é ter um monte de contatos e entregar seu cartão. Não é! É um conceito que vai muito além de uma rede de relacionamentos, de uma rede de contatos. Para que você consiga gerar o máximo proveito, o networking deve ser feito visando não apenas criar, mas também nutrir uma rede de pessoas que possam ser valiosas, tanto para você quanto para o seu negócio. Você deve buscar pelas pessoas certas e que tenham a mesma ambição que você: resultados. Porque convivendo com quem possui interesses e objetivos semelhantes, é possível aprimorar projetos, fazer conexões e criar coisas totalmente novas. O networking é crucial tanto para quem está começando a empreender quanto para quem já está no mercado, pois abre portas para novas oportunidades de relacionamentos.

A importância da rede de relacionamentos na vida profissional

Segundo a empresa Robert Half, empresa global de consultoria de recursos humanos, que estudou a fundo como um networking funciona, 4% de networking efetivos determinam 64% da receita de uma boa empresa. Todas as empresas que crescem, fazem networkings efetivos.Provavelmente você saiba da importância de ter as conexões certas para gerar os negócios certos. Mas você está gerando novos contatos para fazer novos negócios? Como você explora os relacionamentos networking no seu negócio? 

Para que seu empreendimento tenha sucesso, é necessário que você, empreendedor, enxergue o valor estratégico do networking; assim, você terá mais facilidade em conquistar novos clientes e em se conectar a investidores. Você não pode esquecer que sócios, investidores, clientes, parceiros e mentores, chegam até você através de conexões. 

O poder das conexões

Se você, por exemplo, deixar as suas redes sociais restritas às pessoas que você conhece e tem vínculos pessoais muito próximos, a tendência é que se tenha um número menor de conexões. Se você divulgar alguma coisa, muito possivelmente, só aquelas pessoas que já compram de você e que já te conhecem é que vão acessar a informação. Por isso deve-se ampliar as conexões para, assim, fazer as escolhas de ter nessas redes sociais um perfil profissional e um perfil pessoal. Isso faz com que se mantenham ativos alguns laços pessoais, mas que tenha também um avatar profissional interagindo com o mercado. 

Ampliação das conexões profissionais

E as conexões pessoais, de conhecer, conversar com as pessoas, de trazê-las para o negócio, faz com que o volume de conexões profissionais também se amplie e, consequentemente, deixe o seu negócio mais exposto. Em uma era em que tudo chega ao outro lado do mundo com apenas um clique, é importante saber se relacionar da forma correta. E isso inclui ir além das pessoas conhecidas ou mais íntimas.

Exposição do seu negócio

Assim, as pessoas vão conhecer a respeito do seu negócio e, mesmo que uma empresa, na relação empresa com empresa, seja o seu comprador, ela vai fazer isso por intermédio de pessoas que, e alguma forma, conhecem o seu negócio. E uma das formas mais eficazes é por meio dessas conexões que nós vamos formatando no decorrer dos nossos relacionamentos profissionais e pessoais.

Então, as relações pessoais, as que você faz no decorrer da sua trajetória profissional, vão contribuir para a exposição do seu negócio. E essa exposição é que vai, muito provavelmente, contribuir para conversão em vendas. 

Antes de tudo, autoconhecimento

Você deve ter em mente o quanto é importante, para o seu crescimento pessoal e profissional, conseguir se conectar com as pessoas. Por mais introvertido que você seja, deve haver sempre a comunicação, mas não apenas com outras pessoas; a conexão deve começar com autoconhecimento. O mais importante é você se conhecer, saber seus valores, sua personalidade, quais são seus erros, seus fracassos… Esse é o primeiro passo para uma pessoa que tem uma comunicação poderosa, em que ela se conecta verdadeiramente com a outra. E isso não é fácil. Porque na hora de fazer um networking, você deve ser autêntico e, para isso, deve ter coragem – na grande maioria das vezes, passa a adquiri-la depois de se autoconhecer. 

Networking: a importância de criar conexões que abrem portas para novos negócios

A seguir, dicas infalíveis para você conseguir fazer um networking que seja efetivo, que te traga resultados:

Oportunidades de negócio, não intencionalidade com o negócio

Fazer negócio com alguém é muito importante, mas cuidado para você não ser taxado como aproveitador. A conexão verdadeira é gerada quando você faz tudo de forma genuína. Não é sempre pensando que vai ajudar alguém para depois ter algo em troca – mesmo porque, muitas vezes, isso não vai acontecer. Você não tem que ser mais um entre tantos que são vistos como indivíduos que querem sugar em vez de agregar. Não torne a sua imagem interesseira.

Não vá com intenção, apenas se relacione e aprenda a doar, a se entregar, a ajudar. Imediatamente o cérebro vai despertar um circuito chamado circuito do altruísmo, a necessidade da reciprocidade, de ajudar o outro, no vínculo, e não na intenção.

O verdadeiro networking está baseado em relações de troca, em que você não pode pensar apenas em ganhos, mas também no que tem a oferecer.

Não queira impressionar

Não adianta querer impressionar alguém inventando algo que não é você, que não esteja de acordo com a sua realidade. A pessoa vai perceber que você está querendo impressionar. Muitos possuem experiência e só de bater o olho já sabem se aquilo é verdadeiro ou não. Se você já domina o assunto, ótimo. Mas se não sabe, não invente nada. Faça uma conexão de networking verdadeira, assim você terá mais chances de aproximação.

Crie uma conexão relevante com a sua rede de contatos

Um bom networking não significa necessariamente quantidade, mas qualidade. Não é porque você tem mil cartões, mil e-mails, mil contatos em suas redes sociais que você está fazendo um networking apropriado. Quem deles te conhece? Quem  vai responder a um e-mail seu, vai te receber? Contatos sem relacionamento são apenas isso: contatos.

Não adianta você falar que tem cem pessoas. Não é melhor ter dez, mas que você realmente tenha uma proximidade maior? 

É óbvio que quanto mais contatos você tiver, mais a sua rede vai ampliar. Mas saiba que é preciso criar alguma conexão relevante com eles. Por isso, saiba separá-los para o seu negócio. 

Troque cartões de visita, dessa forma, você poderá avaliar quem é interessante para você, qual o seu objetivo e o que você pode oferecer em troca. Conforme você conhece pessoas, pode pensar em como elas podem te ajudar a conhecer ainda mais pessoas e, assim, a sua rede vai crescendo e se tornando poderosa. Mas lembre-se de que não se trata de um networking massivo – quantidade não é o foco principal -, mas de qualidade.

Vá a eventos, são ideais para expandir relações

Pode surgir a dúvida de como expandir a sua rede de contatos. Saiba que os eventos são momentos ideais para promover networking. Eles geram grandes oportunidades de negócio, são capazes de aproximar as pessoas, independente de cargo ou profissão. São novas chances de criar relações e aprofundar as conexões já existentes. Cada conversa é uma oportunidade para expandir a sua rede de relacionamentos. Mas crie essas oportunidades, não espere que elas apareçam. Participe de eventos, meetups, fóruns de discussão, feiras, convenções, simpósios, palestras, treinamentos, workshops… Enfim, existem várias maneiras de promover a interação com novas pessoas com troca de conhecimento. 

Você também poderá ter a chance de se aproximar de grandes nomes do mercado e aprender com quem vive uma jornada semelhante a sua.

Ative os seus contatos

Não esqueça de ativar os seus contatos ao final dos eventos de networking. Isso significa falar novamente com a pessoa após a ocasião em que vocês se conheceram. 

É muito comum, no dia seguinte, você não se lembrar de alguém que você pegou o cartão; afinal, você esteve em contato com muitas pessoas em pouco tempo. Assim que o evento acabar, separe os contatos que você julga ser interessante e envie um e-mail ou adicione em alguma das suas redes sociais. Seu negócio pode ser bastante beneficiado com um bom contato feito no evento e ativado posteriormente.

Mantenha sua rede de relacionamento sempre atualizada

Arregace as mangas para encontrar novos clientes e oportunidades. Além disso, sempre atualize as pessoas com quem você trabalhou bem e que reconhecem seu trabalho, porque elas irão te procurar. 

Mantenha as suas redes sociais atualizadas. Usar o LinkedIn de uma maneira estruturada, é um bom lugar para encontrar novos trabalhos, já que é hoje um dos mais usados para networking. Quando se deparar com uma empresa de seu interesse e que pode haver a possibilidade de ter um espaço para seus serviços, por exemplo, siga a página por alguns meses e aprenda mais sobre ela. A empresa vai se impressionar com o seu conhecimento.

Também é importante mostrar o que você já fez e o que faz atualmente, enaltecer sua conquistas. Seja visível e ativo, curta, compartilhe e comente assuntos que são do seu interesse. Publique conteúdos relevantes e autênticos, que possam diferenciá-lo dos demais. Da mesma forma que você está agindo, pessoas se conectarão com você. 

Cuidado, a primeira impressão é a que fica!

Geralmente, a primeira impressão é a que fica, portanto, faça com que ela seja a melhor possível, talvez você não tenha outra chance para modificá-la. Não fale mal de outros negócios nem de outras pessoas, não tente enaltecer suas próprias qualidades e do próprio negócio e colocar defeitos nos outros. Isso não será bem visto e, muito provavelmente, passará impressões equivocadas sobre você. Procure sempre fazer perguntas e demonstrar interesse nas respostas, busque saber sobre o outro.

Quando falar da sua empresa, encante as pessoas, essa é a energia que precisa ser passada. Você deve gerar um sentimento positivo em quem te escuta. O discurso certeiro, rápido e que mexe com as pessoas deixa uma marca muito maior do que qualquer cartão bem apresentável.

Sempre responda as pessoas por e-mail

Não deixe as pessoas se resposta, isso atrapalha o networking. Mesmo que naquele momento não seja interessante para você ou até mesmo pareça um incômodo, respostas gentis e negativas de forma educada transmitirão uma imagem positiva, que se espalharão por onde estiver. Não queria ouvir um “Mandei um e-mail para ele, mas nunca me respondeu.”. Imagine que poderia ser você repetindo essa frase. Lembre-se de que você pode precisar delas futuramente.

Caso você receba frequentemente e-mail bem parecidos de fornecedores e parceiros, pode criar templates de respostas para que não fiquem parados. 

Faça pequenas reuniões

Marque pequenas reuniões, pode ser também um café, almoço, ou quem sabe um jantar. Em vez de ser com um pessoa, reúna duas ou três para dar mais vida ao encontro. Você será o conector entre elas, que não se conheciam e estão começando uma relação no determinado momento. É preciso ter uma sensibilidade para fazer o “matching”, mas certamente é uma prática mais eficiente do que uma introdução por e-mail. 

Compartilhe suas leituras

Sempre que você assistir a algo, receber uma newsletter ou ler um artigo que julgar ser interessante para alguém da sua rede, mande uma mensagem de forma personalizada e mostre que pensou na pessoa e em como ajudá-la. No corpo do texto, faça questão de dizer, por exemplo: “Lembra que você comentou isso comigo? Talvez seja interessante para você.” 

Esse tipo de mensagens ajudam a criar vínculos mais significativos.

Conheça uma nova pessoa através de uma que você já tenha relação

Clientes atuais, antigos sócios, até mesmo amigos que cursaram a faculdade com você. Use essas pessoas para expandir sua rede de contatos. Quem poderia ser um potencial investidor que eles conhecem? Será que você não pode ser indicado para um novo cliente através do seu atual? Será que o amigo da faculdade, por exemplo, pode te contratar como fornecedor?

Faça sempre o follow-up

É muito importante falar novamente com as pessoas após a ocasião em que se conheceram. Envie um e-mail agradecendo pela conversa, incluindo sempre uma proposta de ação no final para dar prosseguimento ao assunto. Adicione a pessoa em uma rede social, lembrando de fazer contato com uma certa frequência, pois um único contato é esquecido facilmente. Aproveite e convide-a para um café, intencionando aprofundar a conversa, ou faça mais perguntas que possam ter surgido quando você estava refletindo sobre o que conversaram.

As pessoas precisam perceber que você está presente e pronto para novas oportunidades, dessa forma, quando elas aparecerem, lembrarão de você, darão referência ou farão uma indicação.

Conclusão 

Viu como o networking é importante para criar conexões que abrem portas para novos negócios? Como você pode observar, ele permite conquistar novos clientes, se conectar com investidores, ajudar e ser ajudado nos desafios do mundo empresarial, validar ideias com especialistas no mercado, aprofundar relações com parceiros, clientes e fornecedores, aumentar a visibilidade profissional… Enfim, há um leque de benefícios.

Colocando em prática as dicas citadas neste post, você será capaz de construir relacionamentos profissionais duradouros e de excelente qualidade, por isso dedique tempo para construí-los. A relação não deve ser egoísta, mas sim, recíproca. Mostre como você pode ajudar, sem buscar nada em troca, ou buscando um benefício mútuo no futuro.

É importante que você crie espaços para outras pessoas, mais do que obter contratos para você. Porque, a seis pessoas de você, pode estar aquela que mais você precisará para dar um grande salto. 

banner-site_blog_-_2_artes