Quando se fala em fluência em inglês, geralmente a relacionamos à pronúncia (speaking). Entretanto, ela vai além. Esquecemos que, para uma conversa evoluir, é preciso entender o que a outra pessoa está falando! Sem dúvida alguma, uma das partes mais difíceis para quem está aprendendo inglês ou qualquer outro idioma é o listening (capacidade de ouvir e entender). A verdade é que o listening é considerado pelos alunos a habilidade mais desafiadora a ser adquirida, já que muitos estudam há anos e ainda não conseguiram a tão sonhada fluência. Isso acontece porque não estudaram e nem praticaram da forma correta, como realmente deve ser. Se o listening é o seu maior problema e você não consegue entender quase nada do que ouve em inglês, você está no lugar certo. Elencamos, neste post, 7 dicas poderosas para você treinar e turbinar de vez o seu listening! Confira!

O listening da vida real

Muitas pessoas (mas muitas mesmo!) têm dificuldade de entender a língua inglesa. Elas precisam saber como aprender a ouvir em inglês e entender de verdade o que os outros falam. Achar que o nativo vai falar do jeito que falam naquele CD lá do seu cursinho é um tremendo engano. Sinto muito em ter que te dizer isso, mas você está alimentando expectativas erradas.

O inglês da vida real é o falado em viagens internacionais, aeroportos, reuniões corporativas, programas de TV e rádio, filmes e séries, entre tantos outros. E não vai ser pronunciado devagar para que você possa compreender; vai emendar palavras, cortar sílabas e até falar coisas das quais você nunca ouviu. Não entendeu? Deixa eu explicar melhor: você já assistiu a um filme ou série em inglês e não compreendeu praticamente nada do que ouviu, mas quando olhou para a legenda em inglês, tudo ficou claro? É assim que acontece no listening real. Nem sempre você irá reconhecer na fala do outro uma expressão ou palavra que já aprendeu, a menos que você tenha contato com a língua diariamente, e do jeito certo.

Prática, prática, prática. Listening é prática.

Dentro de um contexto geral, a principal dica para melhorar o seu listening em inglês se resume em uma única palavra: praticar. E é aí que entra o grande problema, afinal, nem todos sabem como fazer isso. Será que ficar ouvindo alguma coisa o dia inteiro ajuda?

O que você deve ter em mente é que não há necessidade de ficar ouvindo palavra por palavra o dia todo. Se isso acontecer, o seu cérebro pode parar de ouvir e ficar tentando descobrir o significado daquela determinada palavra e, quando voltar a prestar atenção, você terá perdido boa parte do que foi dito e acaba se perdendo no assunto. E isso é o que desmotiva e faz com que muitos desistam de aprender inglês.

Mas por que o listening é considerado tão difícil?

Uma reclamação muito comum entre os estudantes da língua inglesa é que os nativos falam muito rápido e possuem muito sotaque. Na verdade, o fato de falarem rápido não é problema porque em português muita gente fala muito rápido e conseguimos entender. E com o sotaque não é diferente. Temos nordestinos, gaúchos, cariocas, paulistas, mineiros… e entendemos do mesmo jeito.

Geralmente, o que acontece é que, em vez de você manter o foco na única coisa que vai te ajudar a entender, que é o contexto, você está prestando atenção na velocidade em que a pessoa está falando, se ela tem sotaque, se o inglês é americano ou britânico…

Focar nas estruturas que não são tão importantes para o entendimento é o que faz a coisa ficar mais confusa.

Junção das palavras

Outra razão para o listening ser considerado difícil é o fato dos nativos juntarem as palavras. Quando você ouve algo como “Whatcha gonna do t’omorrow?”, na verdade é aquele “What are you going to do tomorrow?” que você aprendeu na escola ou no cursinho.

Quer mais exemplos? Os gringos dizem “Wanna help’em?”, você aprende a dizer “do you want to help them?”; Algo como “did you eat yet?” pode se tornar “Djeat yet?”.

Quando você aprende “How are you doing?”, deve saber que eles dizem isso de várias formas: “how ya doin?” , “how y doin’?”; Um simples “my name is…” pode soar como “ma neims…”; um “what’s up?” se torna “wazzup?”, “whaddup?”, dentre tantas outras maneiras.

Você nem sempre compreende

Quando estudamos inglês aprendemos tudo separadinho. Aí um nativo aparece falando naturalmente, tudo junto, e acabamos nos perdendo. O estudante fica frustrado por não ser capaz de acompanhar uma conversa normal, afinal, o modo como as informações foram registradas e como elas surgem são bem diferentes. Logo, o nervosismo, a ansiedade, a preocupação e o medo começam a entrar em cena, dificultando ainda mais o desenvolvimento do listening.

Por juntarem as palavras, os nativos falam rápido; os estudantes ouvem devagar por aprenderem palavra por palavra. Porém, mesmo com toda dificuldade, você pode aprender a ouvir inglês na velocidade que eles falam. É algo que se pode dominar praticando bastante o inglês como ele realmente é, desde o nível básico; mas sem aquela preocupação de gravar regrinhas ou memorizar palavras soltas. Com o passar do tempo, seus ouvidos irão se acostumar com a velocidade, sotaque, e você entenderá o idioma cada vez mais, e melhor.

7 dicas poderosas para treinar o listening

A seguir, vamos dar dicas efetivas para que você possa captar melhor a informação falada, de forma simples e prática. Para que você “treine a audição em inglês” e fique expert no listening. Então abra bem esses ouvidos e preste bastante atenção nessas dicas:

1) Escute bastante o inglês falado por nativos

Quando você quer desenvolver uma determinada habilidade, você precisa praticar mais essa habilidade. Então se você quer desenvolver o seu listening, você precisa praticar esse listening com mais frequência.

É muito comum os alunos que aprendem inglês gostarem muito de ler, de fazer os exercícios, não terem muita paciência para escutar o inglês falado. Eles acabam praticando menos essa habilidade e, consequentemente, entendendo menos.

Você não vai melhorar o seu listening se ficar apenas fazendo exercícios e lendo. É claro que vai ajudar em outras áreas, mas para desenvolver o listening, o primeiro passo é  escutar bastante o inglês falado por nativos. Então, se você quer entender mais, vai precisar escutar mais as pessoas falando inglês. E isso deve ser de forma constante, você deve se organizar para treinar um pouco todo dia. Porém, não adianta ficar um dia inteiro ouvindo pessoas falando inglês, assistindo a filmes, séries, vídeos no Youtube, e depois ficar um mês sem fazer isso. Você não terá resultado assim, ele virá da constância. Portanto, se organize e faça atividades para você escutar inglês todos os dias!

2) Desenvolva a compreensão contextual

Você deve escutar, em quantidade, nativos falando para desenvolver a compreensão contextual. É muito importante que você ouça, mesmo que não entenda tudo à princípio. Assista a filmes, séries, vídeos no youtube, tudo com nativos falando para você poder desenvolver essa compreensão contextual, que é entender o que a pessoa está falando, mesmo sem saber exatamente cada palavra que estão dizendo. Isso desenvolverá a parte da habilidade de escutar.

Veja um pouco por dia e tente entender o contexto, sem se preocupar com a tradução específica das palavras.

3) Faça scripts

Fazer scripts é você pegar um trecho – pode ser de séries, de um vídeo, de um diálogo qualquer – e escrever o que está sendo falado. Esse é um trabalho mais intensivo, que vai te ajudar a desenvolver uma  compreensão mais precisa, a entender mais especificamente cada palavra. Esse é um trabalho que desenvolve bastante o seu listening. Dá trabalho, é demorado, você deve fazer um pouquinho por dia, mas tem um resultado muito grande. Não adianta fazer uma vez ou outra. Pegue o episódio de uma série, por exemplo, e faça com ele todo, mas um pouco por dia. Depois que terminar, com certeza você sentirá a diferença quando for assistir ao próximo episódio.

Dá um pouco de trabalho, mas é fazendo as coisas mais difíceis que você desenvolve as suas habilidades. Escute, volte 10, 20 vezes se for preciso, até você entender. O que você não conseguir, deixe o espaço em branco, e depois vá conferir com o script original.

4) Estude pronúncia

Estudando a pronúncia, como são formados os sons, quais palavras se juntam… enfim, há uma série de detalhes que, se você aprende como funciona, saberá o que esperar quando escutar os nativos falando. Existem sons em inglês que são diferentes, há palavras e expressões usadas pelos nativos que, mesmo que você escute mil vezes, se ninguém com proficiência no idioma te falar o significado, muitas vezes você não conseguirá entender.

É importante estudar a pronúncia, os sons, as junções que acontecem entre as palavras. Isso vai facilitar quando você escutar, você entenderá o que acontece na fala das pessoas naturalmente.

5) Seja seletivo

Ou seja, escolha bem o material que você quer estudar, de acordo com o seu objetivo. Por exemplo, se você pegar um filme de guerra para tentar entender, com certeza vai ser muito mais difícil. Primeiro porque tem ação, muito barulho nesse tipo de filme. Segundo porque usam gírias específicas, do exército, por exemplo.

Isso também acontece no português. Se você assiste a coisas muito específicas, você encontrará um vocabulário que geralmente você não tem conhecimento. E, na maioria das vezes, nem valerá a pena, pois certamente você não fará uso dele. Comece com assuntos do dia a dia, coisas comuns, que você vai poder usar com mais frequência. Conforme for progredindo, aí sim você poderá passar para assuntos mais específicos.

6) Foque a sua atenção no que você já sabe, e não no que você não sabe

É muito comum, quando escuta um diálogo em inglês, o aluno parar para tentar entender palavras que ele ainda não conhece ou que ele já viu uma vez e não lembra mais. Isso faz com que ele perca a sequência do diálogo.

Procure treinar o seu cérebro para prestar atenção no que você já sabe e não no que você ainda não sabe. Isso vai fazer com que tudo o que você já aprendeu seja útil para te ajudar a entender o que uma pessoa está falando em inglês.

7)  Treine um sotaque primeiro

Se possível, treine um determinado sotaque primeiro. Se você gosta do inglês americano, então procure materiais direcionados para ele. Escute-os até você se acostumar com esse sotaque, até entendê-lo bem. Porque mesmo você escolhendo o inglês americano, cada região nos EUA tem diferenças, como há no Brasil também.

Escolha um sotaque e treine bastante até se sentir confortável. Depois você pode treinar com outras variedades para que seu ouvido possa ficar cada vez melhor, e você possa entender cada vez mais pessoas falando.

*É claro que você verá em filmes e séries pessoas falando com diferentes sotaques. Essa dica é uma forma de você tentar organizar o seu estudo.

Dicas Bônus

Exponha-se ao idioma

O inglês é para ser vivido, não é o inglês que tem que se adaptar a sua rotina, é você que deve se adaptar a ele.

Entre com tudo no inglês  

Coloque o seu celular em inglês para você ter acesso ao idioma toda hora. Embora não vá afetar o seu listening, vai te colocar no meio de inglês em uma atmosfera maior.

Use aplicativos

Se você quer melhorar a sua fluência em inglês conversando com falantes nativos, você pode usar aplicativos… É muito legal você perceber que entende e é entendido por eles!

Assista a filmes em inglês

Nada de dublagem! Seu cérebro estará pegando entonação, tempo de fala…

Assistindo a um filme ou uma série, não é só para você pegar vocabulário, mas é para pegar ritmo, forma que eles falam. No começo é difícil, você não entenderá quase nada, mas à medida que o tempo for passando, seu ouvido começará a se adaptar ao inglês.

Varie no listening

Depois de alguns meses quando tiver mais vocabulário e preparo, mude os textos com mais velocidade e varie bastante: séries, podcasts, entrevistas, vídeos do Youtube, etc.. Muito listening diferente.

Vivencie o inglês

Se você entrar de cabeça no inglês, você vai desenvolvê-lo muito rápido.

Por isso, sempre esteja exposto a ele!

Ninguém sabe de tudo

Não se preocupe se você não entende alguma coisa, se você não sabe algum vocabulário. Mesmo que uma pessoa fale bem, já tenha morado no exterior, ela sempre vai se deparar com formas diferentes de pronunciar palavras, sotaques diferentes, vocabulários diferentes. Isso nunca terá fim. Nós falamos português, mas cada região do Brasil e os outros países que falam português também falam com sotaques diferentes, usam vocabulários diferentes. Nós não sabemos de tudo. Isso é normal, tanto para nós quanto para eles.

Conclusão

Espero que o conteúdo deste post seja útil para os seus estudos. Tenho certeza de que seguindo essas 7 dicas poderosas para treinar o listening, mais essas dicas bônus, você conseguirá levar o seu listening ao nível que tanto deseja.

Turbinar o seu aprendizado é possível, contanto que você se dedique e pratique todos os dias. Como em qualquer estudo, é necessário ter disciplina para obter êxito.

A adequação destas 7 dicas dependerá do seu estilo de vida. Faça uma adaptação de tudo isso para o seu ritmo e você perceberá que terá resultados expressivos no seu treino de listening!

banner-site_blog_-_2_artess