Não é à toa que dizer que novas tecnologias seguem conquistando espaço na nossa rotina chega a ser clichê. Celulares e tablets há muito já ultrapassaram o âmbito da nossa vida pessoal e hoje alcançam o ofício de cozinheiros, médicos, pedreiros e artesãos.

A área da educação, entretanto, pode ser incrivelmente conservadora. Pense na organização da sala de aula: na grande maioria das escolas, ela continua a mesma há décadas, apesar de sabermos que ela está cada dia menos eficiente.

Felizmente, as escolas de inglês costumam ser uma exceção a essa tendência. Os melhores cursos atualizam seus métodos de ensino baseando-se em pesquisas recentes sobre aprendizado, e sabem que adotar dispositivos móveis na educação é uma boa escolha por vários motivos. Quer saber quais motivos são esses? Confira:

Maior proximidade da realidade dos alunos

É raro ver uma criança ou jovem que não sabe como usar um smartphone — quase sempre com mais naturalidade que os adultos. Celulares e tablets ocupam grande parte do dia dos estudantes e, antes de tudo, são uma fonte de diversão.

Adotar dispositivos móveis na educação, portanto, aumenta a produtividade dos alunos, já que eles já sabem como operá-los e entendem o uso dos gadgets como uma adaptação da escola à realidade deles — algo que não acontece tão facilmente.

Mais interatividade

Uma língua estrangeira deve ser ensinada com todos os 5 sentidos. Aplicativos de ensino de inglêstransformam todo o potencial dos dispositivos móveis em conteúdos multimídia, que farão com que o vocabulário e as estruturas da língua sejam memorizadas mais rapidamente. Além disso, ainda é possível avaliar os alunos de maneiras diferentes das provas escritas tradicionais.

Mais versatilidade

Um único aparelho pode ter incontáveis funções. Além dos aplicativos, os dispositivos móveis também são bons aliados na hora de consultar palavras desconhecidas no dicionário e fazer anotações, por exemplo. Os alunos também podem aproveitar o acesso à internet para assistirem a filmes e séries e lerem livros em inglês — o que, além de ser uma boa forma de praticar a língua, também ajuda a entender a cultura dos falantes nativos.

Mais mobilidade

Celulares e tablets podem ser levados para qualquer lugar, o que não limita o espaço de estudo às 4 paredes de uma sala de aula. Qualquer lugar passa a ser um local de revisão de conteúdo, resolução de exercícios ou mesmo de aprendizado de novos conceitos. Por meio da internet, trabalhos em grupo também são realizados com maior facilidade.

Custo-benefício maximizado

Um grande argumento contra a adoção de dispositivos móveis na educação é o preço desses aparelhos, que parece inviável para qualquer escola de idiomas. É importante lembrar, entretanto, que existem versões populares de tablets — que inclusive estão sendo adotadas por algumas escolas pelo Brasil — e que esses dispositivos substituirão a compra anual de livros, cadernos, CDs, DVDs e dicionários. Em longo prazo, portanto, o investimento acaba valendo a pena.

O uso de dispositivos móveis na educação é um passo indispensável e irreversível, e ser um pioneiro na hora de fazer essa inovação pode ser um grande diferencial para sua escola de inglês. A Top English já aposta nessa ideia. Saiba mais sobre os métodos inovadores da marca aqui!

Quer saber de outras ideias que de deixarão sempre por dentro desse universo? Assine a nossa newsletter!