Para quem está aprendendo uma nova língua, evitar a temida tradução mental pode ser um pouco complicado. Isso acontece porque, quando não estamos familiarizados com as palavras e frases de um determinado país, tendemos a pensar por mais tempo sobre elas até encontrarmos o seu real significado. Como consequência, nossas respostas e reações sobre aquela linguagem ficam mais atrasadas.

A boa notícia é que, com algumas táticas e um pouco de esforço diário, é possível compreender outro idioma de maneira mais rápida e sem a necessidade de traduzir o conteúdo na mente.

Quer aprender a pensar em inglês? Saiba agora como começar!

Converse em inglês sempre que possível

Pratique o inglês interagindo com as pessoas do seu círculo social. Se sentir certo desconforto, comece conversando com si mesmo, em casa. Crie diálogos interessantes e fale sobre alguma experiência que já teve, como se tivesse contando uma história para alguém.

Outra dica é procurar amigos ou familiares com o mesmo objetivo que você — estudar inglês — e marcar alguns encontros para a prática da conversação. O legal de se juntar a outras pessoas é que a atividade de aprendizado e memorização passa a ser mais descontraída e prazerosa; portanto, com mais chances de dar certo.

Assista a vídeos sem legenda

Você pode usar os seus seriados preferidos ou aquele filme tão esperado para obter a compreensão instantânea do inglês. Também vale ver novamente episódios ou documentários que você já assistiu. Nesse caso, como você já conhece determinadas falas e trechos do vídeo, o seu cérebro utilizando a memória para a associação de palavras em inglês e português.

Quando resolver assisti-los, o ideal é evitar as legendas em português para não se prender ao recurso. Focando somente no áudio e nas imagens, você se acostumará a pensar em inglês e a fixação ocorrerá de maneira mais rápida.

Leia conteúdos variados em inglês

Ler é uma boa forma de praticar o inglês, pois nos dá a chance de conferir termos e frases mais de uma vez quando acharmos necessário, o que ajuda na memorização. Claro que é sempre mais fácil começar com aquilo que a gente gosta; portanto, escolha conteúdos com os quais você se identifica.

Lembre-se também de que a diversidade de leituras permitirá a você o contato com novas palavras e com um vocabulário maior. Sendo assim, quando estiver mais confiante, passe a ler coisas mais complexas, como notícias sobre economia, negócios e política. A internet oferece uma gama enorme desses conteúdos, basta procurá-los e se envolver com o desafio.

Evite a língua portuguesa nos estudos

Comece a estudar a nova língua falando inglês, e não português. Em muitas aulas e cursos, as pessoas costumam interagir com seus colegas e professores falando em português, perdendo assim uma boa oportunidades de praticar o novo idioma.

Experimente propor essa ideia durante os estudos e deixe o medo e a vergonha de lado quando for tirar suas dúvidas. Fale somente em inglês e verá que memorizar e compreender palavras será um processo muito mais simples e rápido.

Use softwares e aplicativos em inglês

Em um mundo conectado digitalmente, estamos boa parte do tempo em frente ao computador ou com o celular na mão. Então, por que não usá-los como ferramentas de aprendizagem? Se você trabalha ou estuda com algum software, opte por instalá-lo em inglês e desafie-se a encontrar seus recursos e ferramentas.

Outra dica é baixar aplicativos interativos no seu telefone, assim, em momentos de intervalo e lazer, poderá desfrutar de jogos e atividades e memorizar palavras ao mesmo tempo.

Como pode ver, o segredo de começar a pensar em inglês pode vir de uma mudança de hábitos. Portanto, saia da zona de conforto e encontre novas maneiras de exercitar a nova língua no seu dia a dia.

E você, conhece outras dicas para melhorar o aprendizado do inglês? Então, deixe um comentário e compartilhe-as com os nossos leitores!