Uma das grandes dúvidas de quem estuda inglês é saber qual é o seu nível de conhecimento da língua. Seja para contar para os familiares ou nas entrevistas de emprego, sempre bate a dúvida: será que eu sou fluente em inglês? Para que você saiba em que nível realmente está, existem alguns métodos que proporcionam as respostas necessárias. Neste post de hoje, preparamos algumas dicas imperdíveis para você que quer descobrir seu nível de fluência em inglês. Não deixe de ler!

Mas afinal, o que é ser fluente em inglês?

Ser fluente em inglês é conseguir, sem muito esforço, se comunicar de forma correta e adequada com outras pessoas que falam o idioma. Há dois tipos de fluência: a verbal e a escrita. Para ser considerado realmente fluente no idioma, você deve ter as duas. 

Como saber o nível de fluência de uma pessoa?

Para testar a fluência, existem vários testes, como o TOEFL, o IELTS e os das universidades de Cambridge e de Michigan. Quem deseja ingressar em um curso superior no exterior, provavelmente terá que se submeter ao TOEFL ou ao IELTS, pois eles são usados pela maioria das universidades de língua inglesa para testar os candidatos em relação ao domínio da língua inglesa.

Além desses exames, diversas instituições em todo o mundo utilizam o QECR (Quadro Europeu Comum de Referência) para desenvolver métodos de ensino, cursos e certificações. O QECR é um guia de referência para classificar os alunos quanto ao seu nível de conhecimento de uma língua estrangeira. Segundo esse guia, os falantes podem ser assim classificados:

Falante elementar

Nesta categoria, o falante encontra-se nos níveis iniciante e básico. Os iniciantes são capazes de aprender e usar expressões simples e do cotidiano, já os básicos conseguem distinguir algumas frases isoladas em um contexto.

Falante independente

Esta categoria se subdivide em falante intermediário e usuário independente. Os intermediários são capazes de produzir diálogos básicos e compreendem a fala quando usada de forma simples. Os usuários independentes conseguem compreender a ideia central de situações mais complexas, seja em textos ou  falas.

Falante proficiente

Esta última categoria é subdividida em proficiência operativa eficaz e domínio pleno. Falantes que possuem proficiência operativa eficaz são capazes de compreender textos e contextos complexos com maior facilidade sem o auxílio de pesquisas. Também conseguem manter uma fala adequada em diferentes níveis de comunicação. Os que possuem domínio pleno são capazes de compreender sem qualquer esforço tudo que leem, falam e escutam, usando corretamente frases mais complexas.

Como posso me tornar fluente em inglês?

Quando você descobre seu nível de conhecimento na língua e pretende avançar nos estudos, o melhor a ser feito é buscar uma escola de inglês capacitada com profissionais adequados que irão auxiliá-lo a atingir a fluência desejada. Há diversos cursos que são desenvolvidos exclusivamente para alunos que pretendem avançar, seja na conversação ou na gramática.

Existem outras formas de aumentar seus conhecimentos, por exemplo, escutar músicas, ler livros, se esforçar para pensar em inglês e, ainda, assistir a filmes sem legendas ou com legendas em inglês. 

 

Ser fluente em inglês pode trazer diversos benefícios, tanto pessoais quanto profissionais. Para quem conhece o idioma, aumentam as possibilidades de comunicação ao redor do mundo, além do fato de que você pode conquistar um emprego melhor, mesmo no exterior. Se você se interessou em aprender inglês, procure profissionais capacitados, pois são eles que o ajudarão a atingir esse objetivo.

Quer saber mais sobre como melhorar sua fluência? Então, não deixe de ler nossas 5 dicas para aprender um idioma rapidamente.