Não é de hoje que a fluência em inglês é vista como um grande diferencial em um plano de carreira. O mundo cada vez mais globalizado, o grande número de multinacionais estabelecidas em solo brasileiro e o constante uso do inglês no mundo dos negócios são alguns dos principais fatores que mostram a importância de aprender inglês nos dias atuais, seja para a vida profissional, pessoal ou acadêmica.

Entretanto, mesmo que muitos brasileiros tenham plena consciência dessa importância, aprender o idioma ainda é um grande desafio para a maioria. No Índice de Proficiência em Inglês, produzido pela Education First em 2014, o Brasil ocupou a 38ª posição de um ranking composto por 60 países.

Se você está tendo dificuldades para aprender inglês e tem receio de que o problema esteja em você, trate de mandar esse pensamento para bem longe! O segredo está em fazer um planejamento adequado para o seu perfil como aprendiz. Veja a seguir como isso é possível.

Incorpore o inglês no seu dia a dia

Levando em conta que vivemos em um país onde não se pratica o inglês fora da sala de aula, quem busca formas de aprender o idioma precisa utilizar outros meios para se familiarizar com o vocabulário, as gírias e a pronúncia.

Você pode, por exemplo, aprender inglês com música. Ao fazer isso, se proponha um desafio: tentar entender ao máximo o que está sendo cantado — não necessariamente descobrir o significado, mas detectar as palavras que você já conhece. Outra boa prática para facilitar esse entendimento é assistir a filmes com áudio e legendas em inglês.

Organize seu tempo para dedicar-se aos estudos

Reserve alguns horários semanais para estudar inglês, pois é a sua dedicação que determinará o tempo de aprendizagem. Elabore um cronograma viável, sem que as atividades sobrecarreguem o seu dia, e recorra sempre a boas ferramentas — inclusive as de tecnologia na educação — para evitar que termos desconhecidos ou dúvidas de gramática atrasem o seu progresso.

Sempre que possível, tenha também por perto um bom dicionário, livros didáticos ou apostilas de qualidade, bem como uma obra literária em inglês ou em versão bilíngue. Ou seja, cerque-se de alternativas de consulta às quais você poderá recorrer a qualquer momento.

Priorize temas voltados para o seu plano de carreira

Não existe um tempo certo ou determinado para adquirir fluência na língua inglesa. E como bem sabemos, a necessidade de aprender um novo idioma rapidamente costuma fazer parte da realidade dos que sonham com uma boa colocação no mercado.

Para que isso não se transforme em um drama na sua vida, tenha como prioridade adquirir a capacidade de se comunicar com pessoas de sua área, pois há casos em que a exigência é menor.

Em alguns setores na área de Tecnologia da Informação, por exemplo, o inglês técnico é a base para realizar o trabalho. Seguindo a mesma linha, o mundo dos negócios exige que o profissional seja, no mínimo, capaz de negociar utilizando o Business English.

Destaque-se no mercado de trabalho com o inglês

A fluência no idioma pode ser útil em diversos casos. Um bom exemplo disso são as situações em que dois candidatos a uma vaga de emprego possuem muitas similaridades, como níveis de conhecimento técnico, experiência no ramo e valores pessoais condizentes com o que a empresa procura.

Casos assim são muito comuns, e o domínio do inglês costuma ser uma espécie de “critério de desempate”, visto que 8 de cada 10 diretores de Recursos Humanos consideram importante para os negócios a fluência nesse idioma — segundo pesquisa feita pela Robert Half, uma das mais conceituadas empresas de recrutamento do mundo.

Além disso, o pleno conhecimento da língua inglesa tem como resultado direto remunerações melhores. Portanto, se grandes ambições fazem parte do seu plano de carreira, saber inglês com fluência é um requisito fundamental para assumir cargos hierarquicamente altos.

E se você acredita que o melhor meio de aprender é estudar em um país cujo idioma nativo é o inglês, confira as nossas dicas para se dar bem estudando na Inglaterra!